A importância do brincar

Atualizado: Nov 23


“Vamos investir mais na educação do nosso filho somente a partir do Ensino Fundamental?!” Claro que não.


Poucos sabem, porém a brincadeira trabalhada de forma intencional e organizada pelo educador habilitado e que buscam diversas especializações, como os nossos, transformam esta “simples” atividade em algo grandioso e profundamente transformador para seu filho e nossos alunos.

O ato de brincar ainda não é visto pela população como algo fundamental ao desenvolvimento infantil [90], sendo considerado apenas mais uma forma de se divertir e passar o tempo. Somente 19% dos brasileiros acreditam que brincar e passear são atividades importantes para a criança de até 3 anos. E, para 26%, é o pai quem deve assumir as brincadeiras de contato com a criança, como pega-pega e cavalinho.





Informações que valem ser divulgadas

* A essência da infância está nos momentos que a criança tem para a exploração: o faz de conta, a brincadeira e o jogo. Por isso, esse momento é fundamental para o desenvolvimento, um direito já previsto em lei [92] e tão importante quanto dormir e se alimentar.

* Muitos adultos consideram a brincadeira como atividade exclusiva da criança. De fato, é a linguagem da infância. Mas é importante lembrar que é permitido (e até esperado) que os adultos brinquem (sozinhos, com outros adultos e com crianças

).

* Nos momentos lúdicos, é possível aprender mais sobre as crianças do que se imagina: o que elas sabem, como estão se sentindo, como reagem diante de um desafio. Esses são aspectos, na maioria das vezes, não verbalizados por elas.

* Durante o brincar, a criança adquire habilidades para se tornar capaz de aprender a aprender, seja por meio de suas ações sobre os objetos e pessoas, seja por suas reações a esses estímulos. Ou seja, ela é ativa em seu desenvolvimento.

* Devemos brincar com a criança desde o seu nascimento. Além de ser divertido, o brincar proporciona diversas coisas boas: estimula o conhecimento do próprio corpo, a força, a elasticidade, o desempenho físico, o que promove um melhor desenvolvimento motor; favorece o raciocínio, estimula a criatividade e a imaginação; a brincadeira em grupo facilita o convívio social, ajudando a criança a entender as regras e os limites das relações.

* Outros ganhos fundamentais do brincar – mesmo que por pouco tempo – são a construção e o fortalecimento de vínculos, pois as crianças entendem que os adultos se importam com elas. Mi

* Estimule a criança a brincar livremente através da imaginação, do “faz de conta”. Mesmo que você esteja em um lugar pequeno, sem brinquedos especiais, o importante é que ela perceba a sua atenção.

* Vale destacar a importância de não proteger excessivamente as crianças durante as brincadeiras. Uma pesquisa feita por uma multinacional de produtos de limpeza mostrou que os pais brasileiros (se comparados aos argentinos, franceses e britânicos) são os que dão menos liberdade aos filhos nesse quesito: 82% deles alegam que a preocupação de que a criança se machuque impede que eles permitam essas novas experiências.


Fonte: primeirainfanciaempauta.org


Alunos protagonistas e prontos para criar grandes oportunidades.

Somos a melhor escola do eixo Raposo Tavares, na região do Butantã e Granja Viana, para os estudantes e suas famílias. A educação integral do indivíduo (social, afetivo, físico, intelectual e cultural) tem o poder transformador na sua vida pessoal e na sua vida em sociedade para a construção de um mundo mais humano nas relações interpessoais e mais consciente nas suas escolhas.

Nossa prática norteia o respeito, a responsabilidade, a empatia, a ética, a inteligência emocional e o compromisso social.

Fale conosco e vem para o Colégio Giusto!



11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo