Estamos vivendo a PIOR ESTIAGEM dos últimos 91 ANOS!


A importância da ÁGUA para a vida no planeta é tema recorrente, interdisciplinar e levado muito a sério na teoria e na prática por aqui. A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável por ela. Nossos aluninhos deixaram uma baita lição de consumo consciente, porque aqui no Giusto a responsabilidade social e ambiental começa a ser trabalhada desde os primeiros anos de vida. Dos pequenos aos jovens, estamos trabalhando consumo consciente em sala de aula. E você? O que está esperando para fazer a sua parte?

Racionamento de Água: como o tema pode ser abordado na prova do Enem?

A prova do Enem exige do candidato determinado conhecimento sobre atualidades. Por isso, a escassez hídrica pode ser abordada no Enem, associada a conhecimentos gerais, considerando a conjuntura atual do país, marcada pela crise energética e hídrica, a influência das mudanças climáticas nesses eventos e as ações do poder público.



O que provoca a crise hídrica?

Inúmeros fatores contribuem para uma crise hídrica, dentre eles: as mudanças climáticas estão associadas ao aumento de temperatura do planeta, ocasionado pela intensificação do efeito estufa. Consequentemente, há alteração do regime de chuvas, tornando-as irregulares de forma global, criando, assim, períodos concentrados de chuvas torrenciais e, ao mesmo tempo, de secas severas em outros locais.

A degradação ambiental, que reduz a disponibilidade local da água, por meio do desmatamento das áreas no entorno de nascentes e do canal fluvial, este último sofrendo, ainda, com o assoreamento. Além disso, podemos mencionar a contaminação de rios e lagos, gerada pelas atividades industriais; pela alta concentração de poluentes domésticos gerados nas grandes áreas urbanas; e os pesticidas, altamente poluentes, aplicados nas lavouras.

A falta de investimentos, manutenção e planejamento da infraestrutura de abastecimento, que afeta os sistemas de captação, armazenamento e distribuição da água para a população e atividades produtivas.

No bolso do consumidor

Aneel calcula que o rombo deixado pela crise hídrica seja de R$ 13 bilhões e brasileiros devem se preparar para um novo aumento de 21%, na conta de luz até abril de 2022

As estimativas da Aneel apontam para um cenário de impacto tarifário de 21,04% para o próximo ano. Considerando dados da agência, o reajuste acumulado neste ano só para os consumidores residenciais chega a 7,04%, ou seja, o aumento na conta de luz esperado para o próximo ano, aumentará, praticamente, o triplo deste ano. Em 2020, antes da crise hídrica, o aumento médio foi de 3,25%.

Nos últimos meses os consumidores têm bancado por mês, o custo das bandeiras tarifárias, um aumento na conta de luz que é utilizado para pagar o acionamento das usinas térmicas, que são mais caras que as hidrelétricas.

Isso ocorreu devido à crise hídrica, que gerou o esvaziamento dos principais reservatórios do Brasil. Um dos principais motivos para justificar tal cobrança é evitar que esse valor seja pago depois, nos reajustes anuais, como ocorria antes. De acordo com a Aneel, nem mesmo as bandeiras tarifárias têm conseguido cobrir o rombo atual.


Alunos protagonistas e prontos para criar grandes oportunidades.

Somos a melhor escola do eixo Raposo Tavares, na região do Butantã e Granja Viana, para os estudantes e suas famílias. A educação integral do indivíduo (social, afetivo, físico, intelectual e cultural) tem o poder transformador na sua vida pessoal e na sua vida em sociedade para a construção de um mundo mais humano nas relações interpessoais e mais consciente nas suas escolhas.

Nossa prática norteia o respeito, a responsabilidade, a empatia, a ética, a inteligência emocional e o compromisso social.

Fale conosco e vem para o Colégio Giusto!

3 visualizações0 comentário